Utilizamos cookies para assegurar que lhe fornecemos a melhor experiência na nossa página web. Ao continuar a navegar consideramos que aceita o seu uso.

Peça online o Certificado Energético de forma rápida
e simples




 

 

 

 

Certificação Energética obrigatória
para venda ou arrendamento

Para vender ou arrendar um imóvel é necessário obter o Certificado e divulgar a Classe Energética no anúncio

 

Saber Mais

 

 

 

 

 

 

 

Como funciona a plataforma?

São apenas 3 os passos que deverá seguir para contratar o nosso serviço:

1. indicar a tipologia do imóvel a certificar, o código postal e o dia/horário para agendamento da visita do Perito Qualificado;

2. selecionar o Perito Qualificado e pagar o serviço;

3. descarregar o Certificado Energético quando for notificado.

 

Saber Mais

 

 

 

 

COP26: a vigésima sexta oportunidade

COP26: a vigésima sexta oportunidade

04/11/2021 por Petra Vaquero Nos últimos dias é quase impossível assistir televisão, ler um jornal ou navegar nas redes sociais sem ser confrontada/o com a COP26. Mas afinal o que é que isto quer dizer e porque é assim tão importante que mereça a atenção de todos e faça com que até os grandes líderes mundiais se juntem em Glasgow?
Certificado Energético: Isenções

Certificado Energético: Isenções

14/09/2021 por Petra Vaquero Todos nós, no momento de vender ou arrendar uma casa, somos de imediato confrontados com o Certificado Energético e a sua obrigatoriedade. Mas será que é sempre necessário? Será que algum dia nos vão dizer: Certificado Energético? Deixe estar, desta vez não é necessário.
Fundo Ambiental

Fundo Ambiental

07/09/2021 por Francisco P. Craveiro Quer ter uma casa mais eficiente? Está em aberto a Fase II do Programa “Edifícios mais Sustentáveis” que tem como objetivo o financiamento de medidas que promovam a reabilitação e a eficiência energética de habitações. Caso contrate um Perito Qualificado para acompanhamento técnico e certificação energética do imóvel intervencionado, esse serviço será também comparticipado em 85% com um máximo de 200 €.